Era uma vez... Felicio Thomaz, o contador de histórias!

10 março Ateliê da Biblioterapia 0 Comentários

No dia 20 de março, comemora-se o Dia Internacional do Contador de Histórias.

E para celebrar esse dia tão especial, o Ateliê da Biblioterapia apresenta uma entrevista exclusiva com o prestigiado contador de histórias Felicio Thomaz.
 
Nascido em Porto Ferreira (interior do estado de São Paulo) em 1948, Antonio Felicio Loureiro Thomaz é professor e, atualmente, podemos apreciar a sua arte na Livraria Eureka (na cidade de Araras, SP), que em 2019 está comemorando 15 anos de contação de histórias.

Felicio Thomaz na contação de histórias (Fonte da imagem: arquivo pessoal de Felicio Thomaz).


Sr. Felicio Thomaz, o que é contar histórias?

“É transmitir uma emoção, um sentimento fazendo com que esses sentimentos e emoções sejam vivenciados pelas crianças. É reviver príncipes e princesas, diabos e bruxas, bondades e maldades, anões, gnomos, mágicas e atitudes. É fazer sonhar, vibrar, se emocionar e emocionar.”
 

Como iniciou a sua carreira de contador de histórias? Possui ou possuía alguma outra profissão?

“Sempre fui professor, seja no ensino superior, ensino médio, fundamental e infantil. Como trabalhei com filosofia para crianças na educação infantil e no ensino fundamental comecei aí, junto com ótimos colegas que tive, a contar histórias e a ir na livraria para as contações. Com o tempo fiquei responsável por essa atividade.”

Como funciona e quais as atividades realizadas na contação de histórias?

“Na livraria Eureka, procuramos sempre começar no horário, 18 horas. Colocamos dois edredons no chão para as crianças sentarem e normalmente leio dois ou mais livros e conto uma história, principalmente de Grimm, Andersen, os clássicos. Nesse momento, as crianças pintam um desenho relativo à história lida e aí o Eduardo (proprietário da Livraria) sorteia alguns livros infantis e um álbum de figurinhas próprio da livraria. Esse álbum é também vendido na Livraria, as figurinhas não são vendidas e sim ganhas na contação de histórias. Terminado o sorteio, as crianças vão para a porta onde ganham pão de queijo e a figurinha. Tudo isso leva em torno de 50 a 60 minutos. Na última terça-feira de cada mês, as funcionarias da livraria apresentam um teatro de fantoches (transmitido pela internet na página da livraria no Facebook). Nesse dia, ou antes ou depois do teatro, leio alguns livros. Nosso objetivo é sempre valorizar a leitura e mostrar que as histórias que contamos estão nos livros.”
 
Livraria Eureka lotada na sessão de contação de histórias (Fonte da imagem: arquivo pessoal de Felicio Thomaz).
 

Qual a maior dificuldade que já encontrou ao longo de sua carreira?

“De vez em quando, algumas crianças não param e chegam até a atrapalhar – e embora os pais estejam juntos nem sempre tomam providencias! Mas isso não é comum. Uma dificuldade é a de adequação das histórias a serem contadas em relação a idades das crianças.”
 

Quais as histórias mais pedidas pelos leitores/ouvintes?

“Muito raro isso acontecer. Durante uns anos, contei histórias em salas de aula de alunos do quarto ano do ensino fundamental (atividade do Mais Cultura) e aí, como tinha mais contato com as crianças, eles pediam muito histórias de terror!
   

Qual livro (ou quais livros) mudou (mudaram) a sua vida e por quê?

“Difícil saber, mas como sou professor de Filosofia, o Platão e o Sartre sempre me marcaram. Adoro o Saramago, qualquer um! Um bom livro: Se um navegante numa noite de inverno do Ítalo Calvino.”
  
Teatro de Fantoches na Livraria Eureka (Fonte da imagem: Arquivo pessoal de Felicio Thomaz).
  

Cite uma curiosidade ou fato interessante sobre a sua atividade.

“O olhar de uma criança numa contação de histórias é profundamente realizador. A participação nas histórias das crianças da APAE (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais). As pessoas que ligam para combinar uma contação de histórias e que deixam de procurar quando falo que cobro!!!”
 

Contatos de Felicio Thomaz

Telefone (19) 3541-2593
Email: felicioth@gmail.com
Facebook e Instagram: Felicio Thomaz
 

Contatos da Livraria Eureka

Endereço: Rua Coronel Justiniano, nº 808, Centro, Araras (SP)
Telefone: (19) 3542 9892
E-mail: eurekavirtual@livrariaeureka.com.br
Facebook: Livraria Eureka


0 Comentários: