Livros para acreditar no amor

25 junho Ateliê da Biblioterapia 0 Comentários


O amor está no ar... ou melhor, nas leituras a seguir!!!

"A Moreninha", de Joaquim Manuel de Macedo


Sinopse da Editora FTD:

A Moreninha é considerado o marco inicial do romance brasileiro; até então, a literatura de qualidade era basicamente poesia. Publicado em 1844, o romance fez grande sucesso, dando notoriedade a Joaquim Manuel de Macedo, que também foi poeta, dramaturgo e historiógrafo. Ele foi um dos iniciadores do Romantismo na prosa de ficção. Empenhados no mesmo projeto nacionalista da poesia romântica, os romances desse período tinham como temas histórias de amor, a vida na Corte, os ambientes típicos regionais, o escravo, o índio, a natureza tropical.

No livro de Macedo, o estudante Augusto, conhecido por sua inconstância amorosa, acompanha o amigo Filipe à casa de sua avó para comemorar um feriado. Lá, conhece Carolina, irmã de Filipe a quem, carinhosamente, chamam de Moreninha. A partir desse encontro e devido à personalidade esfuziante de Carolina, Augusto começa a mudar.


Referência:

MACEDO, Joaquim Manuel de. A moreninha. São Paulo: FTD, 2010.




"Amor em tempos de cólera", de Gabriel García Márquez


Sinopse da Editora Record:

Ainda muito jovem, o telegrafista, violinista e poeta Gabriel Elígio Garciá se apaixonou por Luiza Márquez, mas o romance enfrentou a oposição do pai da moça, coronel Nicolas, que tentou impedir o casamento enviando a filha ao interior numa viagem de um ano. Para manter seu amor, Gabriel montou, com a ajuda de amigos telegrafistas, uma rede de comunicação que alcançava Luiza onde ela estivesse. Essa é a história real dos pais de Gabriel García Márquez e foi ponto de partida de O amor nos tempos do cólera, que acompanha a paixão do telegrafista, violinista e poeta Florentino Ariza por Fermina Daza.

Referência:

GARCÍA MÁRQUEZ, Gabriel. Amor em tempos de cólera. Rio de Janeiro: Record, 1986.




"P.S. eu te amo", de Cecelia Ahern


Sinopse da editora Novo Conceito:

Gerry e Holly eram namorados de infância e ficariam juntos para sempre, até que o inimaginável acontece e Gerry morre, deixando-a devastada. Conforme seu aniversário de 30 anos se aproxima, Holly descobre um pacote de cartas nas quais Gerry, gentilmente, a guia em sua nova vida sem ele. Com ajuda de seus amigos e de sua família barulhenta e carinhosa, Holly consegue rir, chorar, cantar, dançar e ser mais corajosa do que nunca.


Referência:

AHERN, Cecelia. P.S. eu te amo. Ribeirão Preto: Novo Conceito, 2012.



O Ateliê da Biblioterapia é um espaço onde as pessoas podem experimentar, criar e recriar a arte da leitura terapêutica para o desenvolvimento pessoal e o restabelecimento da saúde física, mental, emocional e espiritual.

Acompanhe as novidades do Ateliê da Biblioterapia:
- Site: https://www.ateliedabiblioterapia.com/
- Cursos de Biblioterapia: https://www.ateliedabiblioterapia.com/p/cursos.html
- Facebook: https://www.facebook.com/ateliedabiblioterapia
- Instagram: https://www.instagram.com/ateliedabiblioterapia
- Youtube: https://www.youtube.com/c/ateliedabiblioterapia
- E-mail: contato@ateliedabiblioterapia.com

Um fraterno abraço e até mais! 
Ana Cláudia Leite

0 Comentários: