Livros para celebrar a amizade

25 junho Ateliê da Biblioterapia 0 Comentários



No dia 20 de julho, comemoramos o Dia do Amigo ou da Amizade, então vamos celebrar essa data tão especial com dicas de leitura sobre amizade. Confira!!!

"Extraordinário", de J. R. Palacio


Sinopse da Editora Intrínseca:

August Pullman, o Auggie, nasceu com uma síndrome genética cuja sequela é uma severa deformidade facial, que lhe impôs diversas cirurgias e complicações médicas. Por isso ele nunca frequentou uma escola de verdade... até agora. Todo mundo sabe que é difícil ser um aluno novo, mais ainda quando se tem um rosto tão diferente. Prestes a começar o quinto ano em um colégio particular de Nova York, Auggie tem uma missão nada fácil pela frente: convencer os colegas de que, apesar da aparência incomum, ele é um menino igual a todos os outros.
Narrado da perspectiva de Auggie e também de seus familiares e amigos, com momentos comoventes e outros descontraídos, Extraordinário consegue captar o impacto que um menino pode causar na vida e no comportamento de todos, família, amigos e comunidade - um impacto forte, comovente e, sem dúvida nenhuma, extraordinariamente positivo, que vai tocar todo tipo de leitor.

Referência:

PALACIO, J. R. Extraordinário. Rio de Janeiro: Intrínseca, 2013.



"Crônicas para jovens: de amor e amizade", de Clarice Lispector


Sinopse da Editora Rocco:

Amor e amizade inspiraram Clarice Lispector dezenas de vezes. Prova disso são as quatro dezenas de textos selecionadas pelo editor Pedro Karp Vasquez para a coletânea Crônicas para jovens: de amor e amizade. Sem prender-se a significados prosaicos, a escritora criou durante anos histórias que remetem a amizades daquelas sem tamanho, a amores para o resto da vida, a relacionamentos baseados na superficialidade e até mesmo ao episódio daquele amor destruído por causa de um bule de bico rachado. Os textos escolhidos apresentam-se impregnados pela forma incomum com que a escritora transporta para o papel seu jeito de ver o mundo e de lidar com o amor e a amizade. Linha após linha, Clarice conduz seus leitores pela “mistura de observações das miudezas do cotidiano com vastos voos do espírito”, como define o editor no prefácio. Leitores de Clarice Lispector não tem idade, mas desta vez a seleção foi pensada para provocar uma experiência inspiradora em jovens leitores, aqueles que “estão começando a descobrir os mistérios e os prazeres do amor e da amizade”. Histórias fictícias intercalam-se com relatos pessoais, nos quais Clarice parece prestar uma homenagem a amigos queridos. As crônicas não se restringem, porém, somente àqueles que encontram-se com Clarice pela primeira vez, mas serve também como um “sopro de renovação e reflexão para os leitores mais maduros”, aqueles que há muito já descobriram que a vida não foi feita para ser vivida automaticamente e que tanto a amizade quanto o amor devem ser experimentados até a última gota – “sem nenhum medo”, como ressalta em determinado momento a escritora.

Referência:

LISPECTOR, Clarice. Crônicas para jovens: de amor e amizade. Rio de Janeiro: Rocco, 2010.


"O menino do pijama listrado", de John Boyne


Sinopse da Editora Seguinte:

Bruno tem nove anos e não sabe nada sobre o Holocausto e a Solução Final contra os judeus. Também não faz ideia que seu país está em guerra com boa parte da Europa, e muito menos que sua família está envolvida no conflito. Na verdade, Bruno sabe apenas que foi obrigado a abandonar a espaçosa casa em que vivia em Berlim e a mudar-se para uma região desolada, onde ele não tem ninguém para brincar nem nada para fazer. Da janela do quarto, Bruno pode ver uma cerca, e para além dela centenas de pessoas de pijama, que sempre o deixam com frio na barriga. Em uma de suas andanças Bruno conhece Shmuel, um garoto do outro lado da cerca que curiosamente nasceu no mesmo dia que ele. Conforme a amizade dos dois se intensifica, Bruno vai aos poucos tentando elucidar o mistério que ronda as atividades de seu pai. O menino do pijama listrado é uma fábula sobre amizade em tempos de guerra, e sobre o que acontece quando a inocência é colocada diante de um monstro terrível e inimaginável.

Referência:

BOYNE, John. O menino do pijama listrado. São Paulo: Seguinte, 2007.




O Ateliê da Biblioterapia é um espaço onde as pessoas podem experimentar, criar e recriar a arte da leitura terapêutica para o desenvolvimento pessoal e o restabelecimento da saúde física, mental, emocional e espiritual.

Acompanhe as novidades do Ateliê da Biblioterapia:
- Site: https://www.ateliedabiblioterapia.com/
- Cursos de Biblioterapia: https://www.ateliedabiblioterapia.com/p/cursos.html
- Facebook: https://www.facebook.com/ateliedabiblioterapia
- Instagram: https://www.instagram.com/ateliedabiblioterapia
- Youtube: https://www.youtube.com/c/ateliedabiblioterapia
- E-mail: contato@ateliedabiblioterapia.com

Um fraterno abraço e até mais! 
Ana Cláudia Leite

0 Comentários: